Love Story

segunda-feira, maio 13, 2013


Love Story,

De Erich Segal.


Oliver é um  jovem de família muito rica e estudante de Direito de Harvard, conhece e se apaixona por Jenny uma estudante de música e acabam se casando algum tempo depois. Porém, o pai do rapaz não aceita Jenny, por ela ser uma moça de família humilde, e acaba deserdando o filho. Algum tempo depois, a moça tenta engravidar e não consegue; vai então fazer exames e descobre que está gravemente doente.

Eu li esse livro pela 1ª vez há mais de 10 anos, e havia ganho muito antes ainda. Ganhei da minha mãe, por acaso, um livro que ela tinha lido em sua adolescência. 

Dei de cara com as primeiras palavras de Erich:
"Que se poderá dizer de uma jovem de vinte e cinco anos que perdeu a vida? Que era bela. E inteligente. Que gostava de Mozart e Bach. E dos Beatles. E de mim."

Na hora pensei que minha mãe tivesse de brincadeira comigo e guardei o livro por uns três anos, quando eu fiz 15 anos, achei o livro numa caixa e comecei a ler.. e a mesma frase que eu achei que era uma brincadeira porque a tal fulana estava morta, foi a frase que dessa vez me deu vontade de ler.
Depois disso eu nunca mais deixei de ler livros de romance e recomendo sempre o livro para minhas amigas. É uma história simples e bonita. Poderia ser comigo, com você ou com qualquer pessoas que estiver nesse mundo.

Ele nos prende, nos emociona e nos deixa triste. Ele nos motiva a ir atrás do que e de quem queremos e nos faz pensar que realmente cada dia é realmente como se não houvesse o amanhã.

Nada é mais lindamente romântico que Jenny dizendo: "Amar é jamais ter que pedir perdão." 

Foi isso que me fez apaixonar-se por esse livro... é lindo, é comovente, é um amor de verdade daqueles que a gente passa a vida achando que vai viver e único.




Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.