Ele e Ela. Ela e Ele. - Final

terça-feira, abril 04, 2017


Leia Ouvindo: Ben Howard

Diria a mim mesma que não há nada mais difícil do que descrever um amor verdadeiro.
Nos finais felizes dos filmes, Gabriela e Noah ficariam juntos e teriam uma linda vida juntos, afinal, ela foi privilegiada com um segundo amor verdadeiro. Uma pessoa que lhe conheceu por inteiro, uma pessoa que lhe apoiou e construiu junto dela novos sonhos para se viver. Mas na vida real isso é possível?
Eu sempre acreditei que o amor verdadeiro nos aparece apenas uma vez durante toda a vida, e que devemos estar preparados com o “timing” para que ele não passe sem que seja notado.
Sim, o amor pode passar por nós sem que seja percebido, ou por estarmos preocupados com outras coisas.
Garanto que Gabriela e Fernando são o amor verdadeiro um do outro, e lhes garanto mais ainda, eles estiveram a vida toda em tempos diferentes de vida um do outro. A gente simplesmente não está com a pessoa que a gente ama, porque ás vezes temos a coragem suficiente de viver a vida dos nossos sonhos.
Aí sei que você vai me perguntar: Mas eles não podiam viver juntos os sonhos dos dois?? Encontrar uma solução? Um meio termo? Ele iria morar com ela? Ela voltaria para o Brasil?
Claro que podiam! Mas ai não seria verdadeiro! Seria prático.
Eles abriram mão um do outro para o mundo. Eles abriram mão de um deles ser feliz por completo e o outro pela metade. Os dois escolheram ser feliz por inteiro, o que faz deles fortes e nobres. Em nenhum momento eles deixam de se amar. Eles apenas abrem seus corações para que novas pessoas possam entrar e lhes conhecer, cabe a essas novas pessoas decidirem se vale a pena ficar. Noah sabia muito bem de toda a relação de Gabriela e Fernando, ele decidiu ficar na vida dela, porque ela era essa mulher que ele conheceu e ela vinha com toda essa história, aliás, toda essa história era ela. Toda essa história fez ela ser essa mulher, essa pessoa que não tem medo nenhum de viver seus sonhos.
Quantas pessoas que você conhece que passa a vida no “e se”?
Quantas pessoas você conhece que deixou de viver seus sonhos para viver os sonhos de outra pessoa?
Gabriela e Fernando se encontraram outras vezes durante etapas de suas vidas, pois eles prometeram um ao outro que seu amor seria para sempre, e foi. Todas as vezes que eles se encontram seus corações logo se reconheceram, o bater era diferente. Eles se abraçavam e se cumprimentavam. Ela agora já não odiava mais Isabela, na verdade ela concorda com Fernando que não havia mulher mais adorável para estar ao lado dele. E ele se tornou amigo de Noah, porque o que ele sempre quis foi que Gabriela ficasse bem e tivesse alguém para lhe cuidar e Noah era essa pessoa.

Algumas vezes ela imaginava como teria sido sua vida se ela tivesse ficado com Fernando. Ela sorria ao imaginar, mas ao mesmo tempo seus olhos enchiam-se de lágrimas, porque ela não conheceria Noah.
As escolhas mais difíceis da nossa vida, são aquelas que nos fazem pensar se valeu a pena até o momento que você está, mas única coisa que você consegue imaginar é que você sempre teria escolhido esse caminho difícil, porque o mais fácil não significa o caminho mais feliz.




E aí? O que me dizem sobre a história? Qual seria a sua escolha?





A minha verdade sobre Ela e Ele e Ele e Ela é que eu escolheria sempre o Fernando, mesmo ele vivendo a vida e os sonhos dele, eu daria um jeito de ficar tudo bem, mas, me apaixonei por Noah nessa história. E pela primeira vez eu escolhi olhar para o futuro. Eu que sempre sou aquela do “e se”, eu que sou sempre aquela que viveria os sonhos de alguém para poder estar com a pessoa (mesmo que isso significasse desistir um pouco de mim), mudei, evolui, aprendi a ser feliz quando realizo um sonho sozinha, a verdade é que hoje nessa minha caminhada eu espero encontrar o meu Noah.



Obrigada a todos que acompanharam as três partes dessa história. Foi incrível para mim transportar minhas palavras e chegar até vocês.



8 Comentários

  1. Poxa, que bacana a reflexão final da história! Na verdade, o que eles tem é um amor platônico, bonito demais e puro demais para "passar" para a realidade. Achei bem crível todos esses sentimentos que você descreveu que um tem pelo outro.

    Beijinhos, Vickawaii
    http://www.neverland.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa que historia incrivel, amo ler historias sinto a falta de ver mais historias nos blogs, ta de parabéns, sucesso pra ti

    ResponderExcluir
  3. Nossa que historia incrivel, amo ler historias sinto a falta de ver mais historias nos blogs, ta de parabéns, sucesso pra ti

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei a história, incrível e incrível! E amei o que você disse sobre o amor e seu timing, acredito muito nisso, apesar de achar que podemos sim ter mais de um amor verdadeiro, e nem sempre aquele ÚNICO que tivermos, vá calhar no timing perfeito, as vezes o destino faz questão de colocar essas pessoas frente a frente diversas vezes na vida em timing errados.


    Beijos,
    Amanda.

    • http://explorar-te.blogspot.com/ •

    ResponderExcluir
  5. Oi Bárbara, demorei, mas voltei pra terminar a história e gostei muito de você ter dado continuidade para a vida dos protagonistas porque na maioria das vezes a vida segue dessa forma. Fica aquela saudade do que ficou, mas não podemos deixar de olhar pra frente!

    Hoje é como se eu tivesse um Fernando no meu passado. A pessoa de quem sempre vou lembrar e pensar no "e se...", Mas eu me abri para viver e espero que meu Fernando seja feliz e que eu também seja! Como eu disse na parte 2, algumas pessoas entram nas nossas vidas para marca-las e não para permanecerem nelas.
    Parabéns pela história!

    Um beijo,
    Aline.

    ResponderExcluir
  6. Oi Bárbara! Feliz em ler essa parte final da história (demorei, mas tô aqui! ehehe)!
    Acho que o desfecho mais arrazoado e altruísta foi esse, cada um seria completamente feliz dessa maneira. O relacionamento dos dois, por mais que eles sejam alma gêmea um do outro, é do tipo que acabaria por cortar os sonhos de um dos dois e isso é muito triste. Eu não fico muito satisfeita quando os personagens precisam sacrificar tudo pelo amor. Fazem de bom grado, muitas vezes e, o meio termo acaba deixando a vida dos personagens, também, em meio termo... se é que me entende!
    Adorei a mensagem que você passou na história! <3
    xoxo

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.